Porque hoje é Sexta-Feira - 02/02/2018

 

Olá,

Artigo compartilhado do palestrante e escritor Jerônimo Mendes, excelente para pensar o que queremos e como queremos a nossa  vida...

“Como anda sua autoestima? O que você tem feito para elevar sua autoestima? Você acredita nesse negócio de autoestima? Aliás, o que é mesmo autoestima? Acredite, não existe nada mais difícil de controlar do que a sua autoestima. Se fosse simples assim, as pessoas seriam mais alegres, menos críticas, mais dóceis, menos violentas, mais otimistas, menos negativas, mais confiantes, menos improdutivas.

Estar bem consigo mesmo é um sentimento que depende muito mais de você do que dos outros. Muito bem! Deixe de lado um pouco a filosofia e pense seriamente, não é fácil levantar todos os dias com a auto-estima elevada, cheio de confiança, animado e pronto para outra, como se diz na gíria. Contudo, é possível trabalhar essa questão e também é necessário tentar.

Sem hipocrisia, vou ser solidário contigo. Duvido que alguém consiga sair da cama diariamente sorrindo, feliz e esperançoso, afinal, a primeira imagem que você vê no espelho nunca é aquela que você gostaria de ver. Demora certo tempo para recuperar a esperança de um dia melhor. Essa é a sua primeira prova de fogo, acertar a combinação da roupa, ajustar a melhor posição do cabelo, alimentar-se de algo que não se resuma apenas ao café requentado, ao leite gelado e ao pão adormecido, por vezes, sem qualquer mistura.

Para aumentar a sua autoestima e controlar a sua ansiedade em relação ao imediatismo das coisas, você deve aprender a recontextualizar determinadas situações mediante o ajuste ou a mudança de percepção. Você pode levantar de manhã cedo e, diante daquela imagem pouco animadora no espelho, expressar um comentário negativo a seu respeito. Depois de alguns minutos, antes de sair para o trabalho, a mesma imagem pode ser vista de maneira diferente aí sim você pode fazer um comentário positivo a seu respeito.  A sua imagem é o que você faz dela.

Quer elevar a auto-estima e livrar-se da negatividade que o mundo tenta incutir na sua cabeça? Aqui estão algumas dicas que continuam sendo muito úteis para mim e, acredite, já fui um cara difícil, rígido nas posições, amargo por várias razões que não vale a pena lembrar. Mas a vida vai dobra os insensíveis e, como diria Mercedes Sosa com sua magnífica voz, cambia, todo cambia, gracias a Dios.

  • Tenha o seu próprio sistema de crenças: fé em si mesmo, nos seus amigos, nos seus companheiros e no seu chefe; fé na vida, na esposa, no marido, no seu potencial criativo e na esperança de um mundo melhor. Até mesmo um ateu precisa de alguém que acredite nele.
  • Concentre-se no que você tem de melhor: lembre-se, você é melhor do que todas as pessoas em alguma coisa e não tão bom quanto elas em outras, portanto, o que você tem de melhor é a sua vocação e isso não lhe pode ser retirado;
  • Evite prejulgamentos, críticas e comparações: em geral, o que aparece na mídia é fabricado, produzido, trabalhado no photoshop, portanto, seja você mesmo; inspire-se nos casos de sucesso, mas não se torne um alienado, caso contrário, você viverá frustrado; o prejulgamento e a crítica, além de não agregar valor, roubam-lhe a energia que poderia ser canalizada para as coisas boas da vida;
  • Controle a ansiedade e melhores suas escolhas: é fácil ser induzido ao erro através das escolhas realizadas por impulso; é assim no amor, no shopping e na vida profissional; seja seletivo e ao mesmo tempo flexível; leva tempo para consolidar uma idéia, um relacionamento e uma carreira;
  • Não perca seu objetivo de vista: tenha claro o objetivo principal em mente, desenvolva estratégias, estabeleça metas e concentre toda sua energia para alcançá-lo; a falta de objetivos pessoais conduz as pessoas ao ostracismo, o que, por sua vez, reforça o pessimismo e dificulta o relacionamento interpessoal;
  • Apresentação é tudo: vista sua melhor roupa e arrume-se da melhor maneira possível, não importa o dia e a hora; seja crítico quanto aos detalhes, mas não perca a essência do seu caráter; isso é o que vale, a roupa apenas reforça a sua auto-estima;
  • Mais otimismo, menos negativismo: pessoas e discursos negativos são capazes de transformar um lindo dia de sol em tempestade, de um segundo para outro, portanto, evite-os; quanto mais você praticar o otimismo, maiores as chances de sucesso; entre o pessimismo e o otimismo, não hesite, o segundo é imbatível;
  • Pratique mais, reclame menos: a persistência é a força do hábito, segundo Napoleon Hill, autor de A Lei do Triunfo; portanto, quanto mais positivo for o seu comportamento, menor o sofrimento e maior a chance de manter sua autoestima elevada.

Todos os dias a vida lhe dá uma nova chance de escolher o modo como você pretende vivê-la. As opções são infinitas: alegria ou tristeza, desespero ou esperança, otimismo ou pessimismo, amor ou vingança, ódio ou perdão. Seja qual for a sua escolha, ela influirá diretamente na sua autoestima, portanto, nunca se deixe aterrorizar pelas expectativas alheias quanto à sua pessoa. A sua postura e o seu caráter moldarão o seu destino. Pense nisso e seja feliz!”

Narealidade isto é tudo que todos nós queremos – ser felizes... Mas, para tanto é preciso fazer algo, saber o que queremos, o que buscamos, o que vai nos fazer ficar felizes. E, fazê-lo!!!! Inferno anda cheio de boas intenções....Somos nós que decidimos nosso destino, apesar de tantas interferências que temos pelo caminho. São escolhas, a cada passo, e um passo por vez.

Bom descanso, boa reflexão e até a próxima 6ª feira.

 

STEFI MAERKER

 

voltar para Artigos

left show tsN fwR uppercase bsd b01s|left fwR tsN uppercase b01s bsd|left fwR tsN uppercase bsd b01s show|bnull||image-wrap|news uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase|b01 c05 bsd|login news fwR b01 bsd uppercase|tsN fwR uppercase|fwR b01 bsd normalcase|content-inner||