Porque hoje é Sexta-Feira - 11/03/2016

 

Olá,

Esta semana, com o recomeço do agito, tive que refazer o meu calendário em diversas ocasiões. E, em cada uma delas, é claro, as prioridades eram diferentes.

 Desde o pedido do Ricardo, meu filho, para utilizar meu carro para ir a uma reunião, ao mesmo tempo em que eu recebia a solicitação de uma reunião em um cliente, para apresentar os serviços da SEC; detalhe, o cliente fica em Campinas. Então, para não deixar de atender a ambos, consegui um carro emprestado, de um amigo.

Ainda ajudados pelo fato de que teríamos um encontro no final da tarde, uma comemoração que normalmente fazemos com um Happy Hour com os nossos parceiros internos, o que e também envolve o Rica, já que ele trabalhou na SEC por muitos anos e continua amigo e parceiro à distância.

Muito bem, já tínhamos marcado um almoço hoje – aproveitei que o Rica viria pegar o carro para convidá-lo a almoçar comigo – coisa de mãe....

De repente, ainda pela manhã, o cliente liga e transfere a reunião para outro dia.  Ok – não temos mais problema com carros.

E, agora o que faço para devolver o carro ao seu dono?

Enquanto penso, recebo uma ligação do Ricardo – a reunião dele foi cancelada, portanto não precisaria mais do meu carro e, como consequência, não viria mais almoçar.  Confesso que cai na gargalhada – tudo no mesmo dia?

E, para concluir, o Happy Hour agendado, também foi desmarcado, pois caía uma chuva torrencial, impedindo nossa movimentação pela cidade que sofria consequências como trânsito parado e alagamentos.

Assim é a vida. As coisas mudam, há que refazer seus planos e rever suas prioridades. O que era muito importante para mim de repente deixou de sê-lo e o que era secundário passou a ser o principal objetivo. Ou seja, agora estou tentando resolver como utilizar melhor o tempo devolvendo o carro para seu dono. Novamente, milhares de possibilidades, e as escolhas continuam...

A vida é engraçada... Mas se não enxergarmos esta graça nela, vamos sofrer... Perdi a chance de almoçar com meu filho... Vou achar uma maneira de recuperar esta possibilidade mas isto só será para semana que vem...

Abraços e até a próxima semana.

 

"Porta

Se você abre uma porta, pode ou não entrar em uma nova sala.

Você pode não entrar e apenas ficar observando a vida.

Mas, se você vence a dúvida, o medo, e entra, dá um grande passo: nesta sala vive-se.

Mas, também tem seu preço...

São inúmeras outras portas que você descobre.

Às vezes quebra-se a cara, às vezes curte-se mil e uma.

O grande segredo é saber quando e qual porta deve ser aberta.

A vida não é rigorosa. Ela propicia erros e acertos.

Os erros podem ser transformados em acertos quando com eles se aprende.

Não existe a segurança do acerto eterno.

A vida é generosa.

A cada sala que se vive, descobre-se tantas outras portas.

E a vida enriquece quem se arrisca a abrir novas portas.

Ela privilegia quem descobre seus segredos e generosamente oferece afortunadas portas.

Mas a vida também pode ser dura e severa.

Se você não ultrapassar a porta, terá sempre a mesma porta pela frente.

É a repetição perante a criação; é a monotonia monocromática perante a multiplicidade das cores; é a estagnação da vida...

Para a vida, as portas não são obstáculos, mas diferentes passagens....."

 

Autoria de Içami Tida, consultor, escritor

 

Até a próxima semana.

STEFI MAERKER

 

voltar para Artigos

left show tsN fwR uppercase bsd b01s|left fwR tsN uppercase b01s bsd|left fwR tsN uppercase bsd b01s show|bnull||image-wrap|news uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase|b01 c05 bsd|login news fwR b01 bsd uppercase|tsN fwR uppercase|fwR b01 bsd normalcase|content-inner||